Candidatos de Mauá discutem propostas em debate no 2º. Turno

By | 27 de outubro de 2016

Os dois candidatos à Prefeitura de Mauá, no Grande ABC, Atila Jacomussi (PSB) e Donisete Braga (PT), participaram de debate no G1 nesta quinta-feira (27). O confronto foi transmitido ao vivo do estúdio do portal em São Paulo, das 15h às 16h07. A mediação do debate foi feita pelo jornalista Roberto Kovalick, da TV Globo.

As regras foram apresentadas e aceitas por representantes dos candidatos em reuniões realizadas nas sedes da Globo. Um sorteio, que foi feito na presença de representantes dos candidatos momentos antes do debate, definiu a ordem de participação de cada um em cada bloco.

O debate teve três blocos de discussão e, no quarto bloco, os candidatos comentaram mensagens enviadas pelos leitores nas redes sociais durante o encontro.
No primeiro bloco, foram feitas perguntas com temas escolhidos pelos leitores do G1: lixo, transporte, saúde e educação.

Na segunda parte do debate, os temas de pergunta eram livres.
No terceiro bloco, foi a vez de perguntas com temas sugeridos por jornalistas do G1. Foram quatro assuntos: saneamento, escolas, desemprego e creches.

No último bloco, os candidatos comentaram mensagens de leitores.

O internauta David Nascimento perguntou: “Quais são as propostas para que os jovens consigam entrar no mercado de trabalho e manter a empregabilidade?”

Jacomussi: “Temos que atrair empresas para Mauá. Não pode continuar sendo cidade dormitório. Trouxemos como deputado estadual o programa Via rápida emprego. Conseguimos trazer o Poupatempo. Mauá precisa ser conhecida como um pólo universitário. Queremos implementar uma lei de 20% de bolsas para jovens de baixa renda de Mauá e atrair empresa, com lei de incentivos fiscais e cobrar para empresas darem oportunidades ao jovem empreendedor.
Braga: “O prefeito tem que brigar pela sua cidade. Todas as empresas que se instalam em Mauá, comércio, hipermercado, shopping, fábrica, nós exigimos que sejam empregadas as pessoas que moram em Mauá. Mais justamente o jovem. Sei quanto foi dificultoso para mim com 15 anos conseguir o primeiro emprego. Vamos fazer cursos de formação e capacitação, utilizar a Fatec, Etec e priorizar o jovem da nossa cidade. Mesmo diante da crise não faltam esforços da nossa administração para que a gente possa promover o emprego.

Lorena Castro perguntou: “Existe algum projeto para dependentes químicos?”
Braga: “Esse é um tema que a cidade toda comenta nas eleições. Muitas mães perdem seus filhos. Na semana passada uma eleitora chorava porque seu filho perdeu a vida para a cocaína e o crack. Precisamos amenizar esse tema que infelizmente tem trazido muita tristeza às mães. Vamos criar alternativas esportivas e culturais. O CEU Parque da Juventude, no Paço Municipal, será referência para que a gente possa combater as drogas.”
Jacomussi: “Questão da dependência química é questão de saúde. Temos de remodelar e reforçar investimentos no nosso Capes e criar convênios com as igrejas evangélicas e católicas que fazem muito bem este trabalho. Para que através das clínicas de recuperação conveniada podemos tratar dessa questão de saúde pública e espiritual. Levar a palavra de Deus, a Bíblia a estes amigos que infelizmente fazem uso de entorpecentes. Vamos implantar o Projeto Recomeço, do governo do estado. Isso é uma preocupação das famílias, estou abraçado na luta contra o uso das drogas em Mauá.”

Pergunta de Alair José Vasconcelos: “Qual a proposta dos candidatos para a habitação, já que Mauá tem muitas áreas de ocupação e de mananciais com moradias?”

Jacomussi: “Essa é uma preocupação importante. Mauá cresceu de forma desordenada nas áreas de manancias e em em vários pontos da cidade. Muitas áreas ocupadas. Queremos implementar programa de cadastramento individual de área para cadastras famílias em loteamentos irregulares ou de uso público e fazer um grande programa de recuperação. Fazendo isso, faremos a entrega do título de posse para o morador ter o sonho da casa própria. Junto com o governo do estado temos muitas áreas públicas abandonadas. Vamos trazer programas habitacionais. Governador anunciou mais 1 mil unidades no Jardim Feital”.

Braga: “São 840 unidades habitacionais que vamos entregar em dezembro que realizamos em parceria com o governo federal, não tem nada com governo do estado. Outro projeto importante é remanejamento de famílias em áreas de risco. Transferimos 195 famílias e implementamos 135 unidades habitacionais no Jardim Oratório. Temos aprovado projeto junto ao governo federal para mais 880 no local. Temos déficil habitacional de 15 mil famílias e já gravamos todas áreas particulares como áreas de interesse social. Nosso compromisso é regularizar Jardim Oratorio, Cerqueira Leite e toda a Barão de Mauá”.

Pergunta de Jéssica: “Algum dos candidatos tem alguma proposta para a construção de um parque na cidade? Uma cidade tão populosa que não possui nenhum parque em condições aceitáveis de uso.”

Braga: “Estamos construindo o Parque da Juventude resultado dos impactos criados pelo Rodoanel, com recursos do governo do estado. Quem fez o projeto foi a Dersa, e atrasou a obra porque o governo do Estado ficou quatro meses sem repassar o recurso. Vamos trabalhar o Parque da Juventude em dezembro. Revitalizar o Santa Luzia, concluir o CEU das Artes no Quarto Centenário. Iniciar as obras do CEU na Jardim Zaíra e consolidar o CEU no Jardim Oratório. A população carece de espaços como esse.”
Jacomussi: “O Parque da Juventude é recurso do governo do estado, mas não chegou porque o outro candidato não corrigiu os projetos. Vamos revitalizar a Gruta de Santa Luzia e o Parque do Guapituba. Temos que investir nos CEUs. Já estive com Paulo Skaf para ampliar o projeto Atleta do Futuro e o convênio com o bolsa atleta. Vamos criar oficinas profissionalizantes para os jovens. Sou filho de Mauá e quero ser prefeito dessa cidade.”

Veja o cronograma de debates da Grande São Paulo:

SEXTA (28)
13h – Guarulhos: Guti (PSB) x Eli Correa Filho (DEM)
16h – Osasco: Jorge Lapas (PDT) x Rogério Lins (PTN)
Debates já realizados:
Quarta (26) – Santo André: Carlos Grana (PT) x Paulo Serra (PSDB)
Quarta (26) – Diadema: Lauro Michels (PV) x Vaguinho (PRB)
Quinta (27) – São Bernardo do Campo:Orlando Morando (PSDB) e Alex Manente (PPS)