Líder do DEM cobra celeridade da Justiça para dar respostas das investigações da Lava-Jato

By | 13 de dezembro de 2016

Num posicionamento inusitado, o líder do DEM no Senado, Ronaldo Caiado (GO), disse nesta terça-feira que o presidente Michel Temer tem que “balizar” esse momento de crise institucional e que em certas situações os governantes podem fazer um “gesto maior” de abrir mão de seu mandato.

Caiado disse que não se deve ter medo da antecipação da eleição presidencial. Também nesta terça-feira, o líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE), defendeu a renúncia do presidente e a antecipação da eleição presidencial de 2018.

— Podemos chegar ao último fato, que é, para preservar a democracia, ter um gesto maior de poder e mostrar que ninguém governa sem apoio popular. E nessa hora não podemos ter medo de uma antecipação do processo eleitoral — disse Caiado.

Perguntado se estava defendendo a renúncia de Temer, Caiado disse que o presidente saberá avaliar a situação.

— Ele saberá balizar esse momento. Mas ele deve ter a sensibilidade que não teve a presidente Dilma. Não é provocar as ruas, insistir numa tese que não vai sobreviver. Ele precisa ter noção daquilo que está sendo feito pelo governo e como está sendo aceito pela população.