Lula pode assumir cargo de assessor no Planalto

By | 23 de março de 2016

Na conversa que o ex-presidente Lula teve na noite desta terça-feira (22) com palamentares do PT e do PC do B, no hotel em que está hospedado em Brasília, cresceu a pressão para que ele assuma um cargo no governo de assessor e trabalhe a articulação política.

Com o alívio trazido pela decisão do ministro Teori Zavascki de tirar temporariamente das mãos do juiz Sérgio Moro a investigação envolvendo o ex-presidente Lula, a avaliação do grupo petista é que o ex-presidente terá mais liberdade para tentar articular uma reação do governo Dilma se tiver um cargo oficial. A decisão de Zavascki não concede foro especial do Supremo ao ex-presidente.

Como a constatação é que será difícil o Supremo reverter a decisão de Gilmar Mendes de suspender a noemação de Lula para o ministério, os parlamentares petistas avaliam que, se Lula não tiver um gabinete no Planalto, os políticos terão medo de conversar com ele, inclusive por telefone, temendo novas gravações judiciais.