Nos estados, tucanos mencionam Alckmin, mas já admitem ‘voto útil’ em Bolsonaro

By | 26 de setembro de 2018

Fenômeno raro na política brasileira, tucanos da campanha Alckmin pedem votos para Jair Bolsonaro.

A campanha presidencial do PSDB não entusiasmou eleitores e nem mesmo os próprios tucanos. Desde o início oficial da campanha, em 15 de agosto, o ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin não decola: só conseguiu atingir um máximo de 9% das intenções de votos nas pesquisas Ibope, apesar de ter conquistado o maior tempo de televisão através de grande coligação de partidos do “centrão” político.

Fenômeno raro na política brasileira, tucanos da campanha Alckmin pedem votos para Jair Bolsonaro.

Ao mesmo tempo, o candidato do PSL, Jair Bolsonaro, tem crescido constantemente nas pesquisas e solidificou a posição de candidato nacional “anti-PT”.

Isso causou um fenômeno raro na política brasileira: a debandada de candidatos tucanos da campanha Alckmin em seus estados para apoiar Bolsonaro.

Agora, a apenas 12 dias da eleição, candidatos do PSDB nos estados passaram a reconhecer a “qualidade” do candidato tucano a presidente em suas campanhas, mas pedem votos para o candidato do PSL, Jair Bolsonaro.