Prefeito Eleito João Doria vai analisar licitações e privatização

By | 3 de outubro de 2016

O prefeito eleito de São Paulo, João Doria, vai começar a definir a equipe que vai cuidar da transição de governo a partir desta segunda-feira (3). O atual prefeito, Fernando Haddad (PT), derrotado por Doria nas urnas, se colocou à disposição para colaborar com a transição.

“Vamos eleger as pessoas que vão compor a equipe de transição. “A coordenação vai ser do Júlio Semeghini, que é nosso coordenador-geral de campanha. Mas vai ser um time, não é uma pessoa que vai coordenar, é um conjunto de pessoas.” O prefeito eleito pretende tirar um feriado de novembro para ficar junto aos filhos, mas quer deixar o governo definido até dezembro.

Doria disse que além do orçamento para 2017, há contratos de concessão pública que precisam ter atenção. Ele citou como exemplos a licitação do transporte coletivo, a Parceria Público Privada (PPP) da iluminação pública e a privatização do Anhembi como pontos a serem observados.

“Tem orçamento para ser definido, tem várias iniciativas que estão pendentes, como contratos de renovação de concessões públicas que precisam ter um olhar. [Licitação dos ônibus] é um tema que nós vamos olhar profundamente. Houve um acerto do prefeito Fernando Haddad de não levar adiante essa renovação agora. Vamos avaliar em que forma e por quanto tempo”, disse.

“Tem uma PPP de iluminação pública que não afoi adiante e nós vamos levar adiante. Como tem também a própria privatização do parque Anhembi. O prefeito tentou fazer e não conseguiu. Nós vamos fazer”. Doria afirmou que “a modelagem talvez mude um pouquinho. A dele (Haddad) era uma concessão, a nossa é privatização. Vamos tentar aproveitar a base do trabalho”, afirmou.
Elogios a Haddad
Doria disse que acredita que as contas da Prefeitura estejam em dia. “O prefeito Haddad é responsável. É um homem de bem, uma pessoa correta, tenho certeza de que não haverá nenhuma surpresa desagradável nesse processo de transição”.