Wilson Witzel será investigado por suposta improbidade administrativa

By | 28 de maio de 2020

O Ministério Público do Estado do Rio decidiu abrir investigação para apurar suposta improbidade administrativa do governador Wilson Witzel que, na última terça-feira, foi alvo de operação determinada pelo Superior Tribunal de Justiça para apurar supostas fraudes na área da saúde. A abertura de um procedimento ou de inquérito civil foi determinada pelo gabinete do procurador-geral de Justiça.

A investigação partirá do depoimento de Gabriell Neves, ex-subsecretário de Saúde do estado, preso no dia 7 de maio por conta de investigações do MPRJ sobre superfaturamento na compra de respiradores – ele fora afastado do cargo em 20 de abril.

Em suas declarações, Neves levantou suspeitas sobre Witzel – o depoimento foi enviado à Procuradoria-Geral da República, que tem competência para investigar governadores de estado na área criminal, e serviu como base para o pedido de abertura de inquérito no STJ.